14/10

A memória histórica, política e cultural de Vitória da Conquista pode ser conhecida por seus museus. O roteiro mais recomendado envolve o Museu Regional na Casa Henriqueta Prates; o museu Cajaíba e o Memorial Régis Pacheco. O Cajaíba, no alto da Serra do Peri Peri guarda esculturas em cimento e ferro do artista Aurino Cajaíba. É ao ar livre e anda precisando de mais atenção e cuidado por parte dos órgãos responsáveis. 

Na Praça Tancredo Neves, no centro da cidade de Conquista, encontra-se a casa Memorial Governador Régis Pacheco. Sua sala principal abriga uma galeria com imagens que incluem o bandeirante João Gonçalves da Costa, personagem importante na história do município, e os prefeitos mais recentes. O local realiza diferentes atividades culturais, como ensaios e aulas da Orquestra Conquista Sinfônica, exibição de filmes para crianças, exposições de arte e apresentações musicais e saraus. 

 

Na mesma praça fica o Museu Regional, que funciona na Casa Henriqueta Prates, um belo exemplar da arquitetura colonial brasileira dos séculos XVII e XVIII. Entre os espaços do museu, estão a Sala Glauber Rocha, com material do cineasta, a Sala Ruy Medeiros, que representa o sertão, com objetos usados por vaqueiros, boiadeiros e tropeiros  e a Sala Edméa Oliveira e Marisa Correia, dando lugar às artes plásticas de autores regionais. O espaço é aberto para visitas e pesquisas.